PLANO SAFRA 2020/2021: MAIS RECURSOS E MENOS JUROS

Por:
Públicada em: quarta-feira, julho 1, 2020

O Governo Federal anunciou o montante de R$ 236,3 bilhões para o Plano Safra 2020-2021. Percebe-se que se trata de mais um Plano Safra não estratégico, pois há de aguardar que ainda será possível criar um plano de estado para tratar do financiamento do agronegócio brasileiro.

Enquanto isso não ocorre, o aumento de recursos e a redução das taxas de juros sem dúvida ajudará seus beneficiários, e deve ser comemorado. O que se aguarda agora é a efetiva disponibilização de todos esses recursos dentro do prazo necessário, para que os interessados possam dele fazer uso no período adequado.

Veja abaixo a distribuição do valor:

– R$ 179,38 bilhões para custeio e comercialização

– R$ 56,92 bilhões para investimentos.

– R$ 1,3 bilhão para o programa do seguro rural

– R$ 2,37 bilhões para o apoio à comercialização.

Em relação às taxas de juros, houve uma redução em comparação ao Plano Safra anterior:

– para o pequeno produtor rural (Pronaf), a taxa será entre 2,75% a 4,0% a.a.

– para o médio produtor (Pronamp), a taxa será de 5% a.a.

– para os demais produtores, a taxa será de 6% a.a.

O cooperativismo foi contemplado com recursos controlados, com R$ 1,5 bilhão no Procap Agro, com taxas de juros de 7% a.a. e prazo de pagamento de dois anos; e R$ 1,65 bilhão no Prodecoop, também com taxas de juros de 7% a.a., mas com prazo de pagamento de até 12 anos.

Há promessa de simplificação do processo operacional de financiamento dos insumos para fornecimento aos cooperados. É importante buscar a linha disponibilizada e entender a taxa efetiva cobrada e as demais regras que serão instituídas.

FALE COM A NOSSA EQUIPE

PLANO SAFRA 2020/2021: MAIS RECURSOS E MENOS JUROS – Martinelli Advogados

Cadastre-se agora!

Deixe seu email para receber novidades do Martinelli.